Pudim de chia

Pudim no café da manhã? Pode, sim senhora!

Volta e meia faço um “pudim” de chia à noite e deixo na geladeira pra comer no café da manhã do dia seguinte. A coisa mais fácil do mundo: misturar chia com algum leite vegetal e adicionar o que você quiser. É um pouco parecido com o overnight oats que fiz aqui – um dos meus cafés da manhã preferidos e uma das melhores formas de incorporar mais frutas à dieta.

pudim de chia receita.JPG

Esse pudim de chia foi feito com leite de arroz. Utilizei 3 colheres de chá de chia com aproximadamente 100ml de “leite” vegetal (arroz, castanha de caju, amêndoas, soja…). Mexi bastante e depois de uns 15 minutos mexi de novo, porque o leite estava pesado e a chia estava subindo e não misturando toda. Você pode fazer como preferir, com mais chia ou menos chia, adicionar pastas (como pasta de amendoim, que eu também amo!), geleias e frutas. Nesse dia, coloquei geleia de damasco sem açúcar e alguns morangos frescos.

O incrível é que no outro dia, ele fica firme quase igual um pudim mesmo. E a textura é deliciosa. Consumir chia no café da manhã é sempre uma boa ideia, porque ela é rica em proteínas, fibras e ácidos graxos essenciais (como o ômega 3).

O pote que eu usei é de uma geleia que eu amo e sempre falo nos meus vídeos de “o que comi hoje”. Acho mais interessante usar um pote com tampa pra conservar melhor. Eu não adoço o pudim, porque como ele com esses adicionais mais docinhos, mas acho que colocar uma colherzinha de café de açúcar ajuda a acostumar com o gosto.

Essa foi a dica do Segunda Sem Carne aqui no blog! Espero que tenham gostado, toda segunda-feira posto receitas veganas de dicas para as refeições de todas as horas do dia.

 

Moqueca de Caju

Hoje a receita vai ser de um prato típico revisitado. O que eu mais amo sobre ser vegana é poder refazer, “re-imaginar” e recriar pratos que já existem, das mais variadas formas. Essa ideia de moqueca vegana já é feita em várias versões: com banana, de palmito… Mas a de caju é especial. O caju é uma fruta nacional que é tudo de bom: o suco é uma delícia e a castanha tem um sabor suave incomparável – dá um dos leites vegetais mais gostosos! – e também tem uma polpa rica em vitamina C e outros nutrientes.

moqueca de caju vegan.JPG

INGREDIENTES

6 cajus pequenos
1 cebola (a roxa fica mais suave e colorida)
1/2 pimentão vermelho (ou 1 pequeno)
2 tomates médios
100 ml de leite de coco
pimenta a gosto
cheiro verde
azeite
sal
opcional: azeite de dendê e óleo de coco. Usar batata também ajuda a “encorpar” a receita.

COMO FAZER: (1) Comece fazendo furos no caju com um palito ou uma faca fina. Esprema para sair o excesso de suco. Em seguida, corte em fatias de aproximadamente 1cm. (2) Corte o pimentão, a cebola e os tomates. Comece refogando a cebola na panela. Você pode usar azeite “normal” ou dendê (não tinha em casa). O óleo de coco também dá um sabor especial. (3) Quando estiver transparente, adicione os outros dois vegetais picados. (4) Em seguida, adicione o caju. Não precisa mexer muito. Coloque sal a gosto. Se precisar, adicione mais óleo/azeite. (5) Deixe os vegetais bem misturados para pegarem os sabores uns dos outros. (6) Eles soltam bastante água, então não precisa adicionar muito durante o cozimento. Se precisar, adicione água quente aos poucos. (7) Adicione cheiro verde. (8) Por último, adicione leite de coco (pode ser industrializado ou pode ser coco in natura batido com água morna). (9) Pronto! Só saborear.

Servido com arroz branco fica uma delícia. Essa receita serve 3 a 4 pessoas.

como fazer moqueca de caju.JPG

caju moqueca vegana como fazer.JPG

moqueca de caju vegana .JPG

Espero que gostem e feliz Segunda Sem Carne!

 

Bolo de limão vegano

Eu amo bolo. Tem hora que a gente quer lanchar um bolinho gostoso sem se preocupar com nada, e por isso bolos veganos são os meus preferidos!

Esse bolo é simples, leva poucos ingredientes e é incrivelmente fácil de fazer. Não é exatamente o bolo mais saudável, mas é uma sobremesa maravilhosa. Digo isso porque frequentemente me questionam sobre alternativas à farinha, ao açúcar e outras coisas. Como vocês devem saber, ser vegano NÃO é ser “natureba” – inclusive muitos desses por aí comem carne – e eu gosto de um carboidrato vazio de vez em quando. Quem nunca né?

bolo de limao vegano.JPG

Quem gosta de cítricos como eu, vai adorar. Meu doce preferido é torta de limão, mas como é difícil encontrar uma versão vegana, o bolo quebra bastante o galho. Você pode deixar ele mais lindo e gostoso com geleias, caldas ou simplesmente frutas como morango e outras frutinhas gostosas.

INGREDIENTES

2 1/2 xícaras de farinha de trigo
1 3/4 xícaras de açúcar
2 limão (o suco dos dois e a casca de 1)
3/4 xícara de água fria
1/2 xícara de óleo
1 colher (sopa) de fermento

*As quantidades parecem estranhas porque eu adaptei uma receita que estava em gramas e tinha quantidades menores… Fui experimentando até fazer uma receita que ficasse boa e fofinha.

COMO FAZER: (1) Lave os limões e rale a casca dele com um ralador fino. Rale o que conseguir, pois o óleo da casca ajuda a manter e realçar o sabor cítrico. Em seguida, corte o limão e esprema o suco. (2) Sempre começo a massa do bolos misturando o açúcar com a parte “gordurosa” da receita, nesse caso, o óleo. (3) Depois, vou alternando os ingredientes secos com os molhados. Alterno nessa parte a farinha e a água, pra misturar mais fácil. (4) Em seguida, adiciono a casca e o suco do limão. (5) Por fim, adiciono o fermento. (6) Coloque em uma fôrma untada e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC. Leva 40 minutos para assar.

bolo vegano de limao la luisite.JPG

No caso das fotos, eu coloquei uma “cobertura” feita baseado em uma receita que achei na internet, que leva açúcar e margarina. Não gostei muito porque ficou enjoada, então nem vou recomendar pra vocês. Já fiz esse bolo várias vezes e a forma que eu mais gosto dele é com geleia de amora ou de blueberry. Com morango fresco também fica sensacional, porque morango e limão combinam muito!

Espero que gostem da dica e aproveitem!

Kibe de abóbora

Finalmente consegui voltar com os posts de Segunda Sem Carne! Toda semana coloco uma receita vegana aqui para fortalecer o movimento e compartilhar coisas gostosas com vocês. Hoje vou falar de uma receita que eu faço há muitos anos, mesmo antes de pensar em virar vegetariana. Nem acredito que eu ainda não publiquei aqui no blog, é uma das minhas receitas de “comfort food”, sempre me sinto bem quando eu como e é uma maravilha!

abóbora cabotiá

Essa receita é bastante versátil, aqui em casa a gente faz a versão de inhame da mesma forma. É fácil, barata, nutritiva e simples.

INGREDIENTES

1/2 abóbora cabotiá
3/4 de xícara de triguilho (trigo para kibe)
1 cebola
1 dente de alho
sal a gosto
azeite para untar

COMO FAZER: (1) Começo cozinhando a abóbora na panela de pressão, porque vai mais rápido. A cabotiá é a minha preferida porque amo o sabor docinho dela… Deixo aproximadamente 7-8 minutos pra ela ficar bem macia. (2) Tirando da pressão, deixo esfriar um pouco e tiro as sementes e a casca. Amasso um pouco com o garfo para refogar. (3)  Coloco 3/4 de xícara de triguilho em uma vasilha e em seguida despejo água fervente sobre ele – só o suficiente pra cobrir. Se colocar demais, ele fica muito mole. Eu não gosto, prefiro ele mais sequinho. (4) Depois corto a cebola em quadradinhos e coloco no fogo. Em seguida, uso um dente de alho (grande, se for pequeno, uso 2) e pico pra colocar na panela. Algumas pessoas não gostam da textura da cebola, então ralar direto na panela pode ser uma boa. Jogue a abóbora na panela e coloque sal a seu gosto. (5) Junte a abóbora refogada com o triguilho e prove. Se precisar, corrija o sal. (6) Coloque em um refratário untado com azeite e leve ao forno médio por aproximadamente 20 minutos pra secar. (7) Está pronto o kibe: é um excelente acompanhamento pro almoço, mas também gosto de comê-lo sozinho com azeite e limão. Fica delicioso!

quibe de abobora vegano receita

Espero que vocês curtam a receita e façam também! Na verdade, já comi muitos quibes de abóbora por aí, mas o meu é com certeza o meu preferido. Sem segredos, super facinho e gostoso demais!

Minhas séries preferidas

Volta e meia alguém me pergunta sobre as séries que eu assisto. Eu não sou muito inovadora nesse aspecto. Gosto de séries bobas e divertidas, mas também que abordem algum assunto interessante. Juntei as 5 séries que eu mais tenho assistido ultimamente e percebi que todas têm o protagonismo feminino em foco.

Decidi então falar sobre elas em um vídeo no meu canal! São as séries: GIRLS, Drop Dead Diva, Gossip Girl, Desperate Housewives e Pretty Little Liars. O vídeo pode ser visto abaixo ou clicando aqui.

Falei um pouco sobre o que eu gosto em cada uma delas, mas com certeza deixei muuuitas séries que eu amo de fora. Vocês também são zumbis de séries? Eu emendo um episódio no outro sem parar se deixarem! Hahaha

capa series favoritas canal la luisite

Outras séries que eu gosto e recomendo: Modern Family, Gilmore Girls, Revenge… Quem tiver mais sugestões, me conta, porque ter série pra assistir nunca é demais!

Favoritos de Junho!

Acabou mais um mês e chegou a hora de mostrar os “favoritos do mês” no canal! Esse é o momento em que eu junto algumas coisas que foram legais no meu mês: produtos que gostei, coisas que aconteceram, fatos, canais, seriados e outras coisas que eu gosto durante o mês.

Sobre junho, eu falei de produtos e cosméticos que gostei (todos cruelty-free e veganos!) e falei um pouquinho da minha parte preferida da viagem ao Uruguai também. A viagem foi muito legal, passamos muito frio e vimos paisagens maravilhosas! Tem post sobre Montevidéu aqui, post sobre Punta del Este aqui e sobre Cabo Polonio aqui.

O vídeo pode ser visto abaixo, ou clicando aqui.

Aqui estão os links sobre o que eu falei:

Hidratante corporal de Maracujá, Vyvedas – http://bit.ly/29j3M2D
Água termal Lindoya – http://bit.ly/29qT25p
Iluminador Mary Lou Manizer, The Balm – http://bit.ly/29osOPG
Studio Photogenic Finishing Powder (pó translúcido), NYX – http://bit.ly/1MyFPOG
Camiseta “BBHMM”, Ziovara – http://bit.ly/29dtfgs
Vlog de Cabo Polonio – https://www.youtube.com/watch?v=9jXT0RmsLeA

E bom início de mês de julho pra gente!

Tortilla espanhola vegana

A tortilla espanhola é tipo um omeletão gigante com recheio de batata. Claro que tudo a gente dá um jeito de veganizar, né? Vocês já comeram omelete de grão de bico? Se não comeu, tem que provar! Fiz essa versão da tortilla espanhola sem ovos e com um sabor delicioso, espero que gostem!

tortila espanhola

Antes de eu falar dos ingredientes, quero abordar o grão de bico. Eu uso a farinha do grão de bico pra fazer “omelete” vegano porque acho conveniente (apenas misturar com água e colocar em uma panela), mas também é possível deixá-lo de molho – por 12 horas pelo menos – e batê-lo com água para conseguir a mesma textura.

A tortilla nada mais é do que um omelete com coisas gostosas. Eu vi uma receita recentemente com batata, mas coloquei cebola e também tomate pra dar um “tchan”. Vamo lá!

INGREDIENTES

azeite
1 batata grande
1 cebola
1/2 tomate
250 ml de água
16 colheres de sopa de farinha de grão de bico
16 colheres de sopa de água
sal a gosto

COMO FAZER: (1) Lave a sua batata. Se preferir, descasque-a (eu faço sempre com casca, mesmo para purês) e corte em cubinhos pequenos. (2) corte a cebola também em cubinhos pequenos. Coloque 1 colher de sopa de azeite em uma panela, jogue a cebola e depois a batata. Acrescente o sal, mexa bem e coloque a água (250ml é mais ou menos 1 xícara). (3) Deixe cozinhar por 10 minutos, até a água secar a e batata estar macia. Separe. (4) Em uma vasilha, junte a farinha de grão de bico com a água e misture bem. Coloque a batata cozida com a cebola e o tomate junto a essa massa e misture bem. (5) Para a próxima etapa, é bom usar uma panela que seja bem antiaderente. Aqui em casa, não tem nenhuma boa e grudou um pouquinho, por isso a tortilla tá feinha nas fotos, hahaha. (6) Adicione 1 colher de sopa de azeite à sua panela antiaderente, ou se desejar, 2 colheres de sopa de azeite. Deixe esquentar um pouco e jogue a mistura na panela. Aguarde 5-6 minutos para cozinhar em fogo médio. (7) Coloque um prato sobre a panela e vire a tortilla. Retorne para a panela para cozinhar do outro lado. E está pronto!

DICA: Se quiser enganar um não-vegano ou você gosta do gosto de omelete, dizem que adicionar sal negro à mistura dá um gosto legítimo de omelete à receita. Eu não faço questão, mas vai que a informação é útil a alguém…

tortilla espanhola receita vegana

A receita é deliciosa para comer em um “brunch” – gosto de juntar o café da manhã com o almoço nos fins de semana – ou para acompanhar o almoço. Não leva muito tempo e fica muito saborosa.

Espero que gostem da dica e que vocês tenham panelas antiaderentes para fazer tortillas espanholas ainda mais arrasadoras que essas, hahaha. Feliz Segunda Sem Carne!

omelete vegano gostoso receita como fazer